21/02/08

CRÓNICAS DO NOSSO TEMPO-O cágado e o escorpião

Iniciamos, com base numa ideia do Alexandrino, uma rubrica, que se pretende tenha a maior interactividade possível e que intitulámos CRÓNICAS DO NOSSO TEMPO.
São histórias do nosso passado, mais recentes do que as Histórias sem Bolor e em que algumas podem ser subordinadas ao tema " Fábulas, lendas e mitos" relativas a cágados.
Se queres compartilhar com a blogosfera e com todos os nossos Confrades Cágados Folgados, histórias curiosas e/ou fábulas que, de algum modo se relacionem com o nosso passado, situações em que foste interveniente ou de que delas tenhas conhecimento, chuta sem medos para:
tarirari@netcabo.pt
Pessoal:não se coíbam de comentar. Aproveitem uma das maiores potencialidades da NET. Comentem, para criticar positivamente ou negativamente, para aplaudir ou apupar, para qualquer coisa, mas participem.
Cá vai a primeira, enviada pelo Alexandrino, em 20.2.2008:

Um cágado preparava-se para atravessar um rio quando um escorpião apareceu e lhe pediu: podias deixar-me ir nas tuas costas até à outra margem. O cágado desconfiado ripostou: mas tu tens fama de malvado e podes matar-me. Indignado o escorpião respondeu: eu nunca faria isso porque senão morria também. Perante tal argumento de lógica tão cristalina, o cágado acedeu. A meio do rio o escorpião picou mortalmente o cágado e quando os dois já se afundavam este quis saber o porquê de tal atitude suicida. Porque é da minha natureza, respondeu o escorpião.
AA

3 comentários:

Jocaro disse...

Não há por aí um retratinho do AA para a gente ver se conhece este Alexandrino e, já agora, o seu signo. Será escorpião?

ada disse...

...É da minha natureza ler e avaliar escritos simples e incisivos, como este, com espírito secundário. Esta "picada" foi deliciosa!...
Boa, Alexandrino.

confrariadecágados disse...

AA: continua que estás a agradar. Fábulas como estas são muito boas.